Loading...

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Guardas municipais irão trabalhar armados até 2015




A Prefeitura de Campo Grande inicia nos próximos 60 dias cursos de capacitação da guarda municipal, que também ganhará um centro de formação dos futuros integrantes. 
O trabalho, que conta com recursos de R$ 690 mil obtidos junto ao Ministério da Justiça, envolve parcerias com as policiais Militar (PM), Rodoviária Federal (PRF) e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Também será firmado convênio com a Polícia Federal (PF), que emitirá o porte de arma para 150 guardas.
 Além dos treinamentos específicos para atuação operacional, serão oferecidos cursos de pós-graduação na área de segurança.
Um dos objetivos desta capacitação, segundo o comandante da Guarda, coronel Jonys, é preparar a guarda para uma nova etapa de trabalho. A partir de 2015, a expectativa é de que 150 guardas passem a trabalhar armados, auxiliando as forças policiais na prevenção e combate a criminalidade, com foco na questão das drogas, que será coordenado pela futura Secretaria Municipal de Defesa Social.
 Se não obtiver recursos federais, a prefeitura pretende usar dinheiro do orçamento para aquisição do armamento.
A Guarda Municipal também participará do programa do Ministério da Justiça “Crack, é possível vencer”. Será montada uma base móvel na região Urbana do Anhanduí que concentra a maior incidência de venda e consumo da droga em Campo Grande. Serão instaladas 20 câmeras de monitoramento em pontos estratégicos; a Prefeitura vai receber duas motocicletas e dois veículos para dar suporte ao trabalho. Ao invés de armas letais, os guardas usarão pistolas de indutividade elétrica e spray de pimenta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário