Loading...

terça-feira, 8 de março de 2011

valorização profissional, nós sabemos quando nos valorizam....!!!

Claudio Cassimiro Dias - Criminólogo
Temos acompanhado nos últimos meses um debate acirrado acerca da aprovação da tão aclamada e desejada PEC 300. Temos visto mobilizações por todo o território brasileiro, por parte das policias estaduais, uma vez que a PEC 300 traria para esses policiais uma melhor qualidade de vida para seus integrantes e familiares. Em contraprestação, um policial bem remunerado prestará, sem sombra de duvidas, um serviço de melhor qualidade e eficácia.

Muitas perguntas surgem em torno do assunto, pois não se tem uma explicação plausível para a não aprovação da PEC 300, que não beneficiará somente os militares, mas a sociedade como um todo.

Policiais qualificados e bem remunerados terão condições de atender melhor as pessoas e com isso teremos uma satisfação por parte do público/cliente, qual seja o cidadão.

Insensatos, alguns políticos fingem não perceber a necessidade da aprovação da PEC 300, como se os policiais não tivessem nenhuma importância no cenário Nacional. Acontece que a segurança pública é hoje tema constante nas rodas de conversas, na mídia e no dia a dia. Não há como falar em segurança pública sem valorizar o prestador do serviço de segurança pública: O Policial. Aquele que deixa seu lar sem saber se voltará para casa.

Chega de descaso com esses valorosos homens que nos protegem de dia e de noite, enquanto a família, às vezes está passando por dificuldades financeiras e outras, a mercê atualmente dessa famigerada criminalidade crescente.

O exemplo muitas das vezes dado por alguns homens públicos causam um efeito cascata, pois a sensação de impunidade também incentiva os delinqüentes das classes B e C a copiarem, resguardadas as proporções, ações delituosas da classe A e B, ou seja, os crimes de colarinho branco, repercutindo em crimes comuns, na base da sociedade nas classes menos favorecidas.

E aqui não é preciso esconder que um policial que não é bem pago fica desmotivado e não se esforçará para coibir o crime além de um nível médio, ou seja, um policial motivado produz muito mais. Essa é a premissa.

Portanto, não há como fechar os olhos para a necessidade em caráter lesto, da aprovação da PEC 300 para o Bem Comum, em nosso País.

* CLAUDIO CASSIMIRO DIAS, Especialista (Latu Sensu) em Criminologia, Bacharel em Direito, Bacharel em Historia, Acadêmico Efetivo Curricular da Academia de Letras João Guimarães Rosa da Policia Militar de Minas Gerais, Cadeira 28, Ex-Diretor Jurídico do CSCS/PMBMMG, Conselheiro do CEPREV/MG, Pesquisador da Historia Militar e palestrante.

*** Visite o Universo Policial ***
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário