Loading...

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

GUARDA MUNICIPAL




      Guardas dizem que também trabalham na segurança

Nesta quinta-feira (3) o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB) assinou um convênio com a Águas Guariroba para doar equipamentos para a sede da Guarda Municipal. Durante a cerimônia, o PRESIDENTE DA ASOCIAÇÃO DOS GUARDAS MUNICIPAIS DE CAMPO GRANDE MS AGMCG-MS, Alberto da Costa Neto, pediu a palavra, agradeceu a prefeitura, mas reivindicou um salário melhor para categoria.
Alberto explica que em Dourados, Fortaleza, Curitiba, Araçatuba e em diversos outros municípios o guarda já ganha um salário de R$ 1.200, mais a bolsa formação. Segundo ele, atualmente os guardas recebem entre R$ 500 e R$ 1 mil, dependendo do total de plantão.
O presidente da associação explica que a prefeitura tem municipalizado a segurança e com isso a categoria acaba trabalhando efetivamente na segurança, não ficando somente em postos, principalmente em casos como a Cidade do Papai Noel, Copa do Mundo, pagamentos de IPTU e diversos outros eventos, o que acaba justificando o aumento.
Palavra do Prefeito
Durante o discurso Nelsinho disse que levará Alberto até a reunião a ser agendada com o Ministro da Justiça. Em pauta, segundo o prefeito, está o projeto de R$ 2,8 milhões elaborado pelo coordenador geral da Guarda, coronel Paulo Monteiro Ayres, que inclui investimentos para adquirir, equipamentos, uniformes, armamentos e melhorar a remuneração.
Apesar de prometer atender as reivindicações, o prefeito aproveitou para dizer que as reivindicações devem ser passadas para os superiores, para que o mesmo possa lhe repassar. Ele citou o exemplo dos agentes de saúde, que estão em greve, para dizer que por não ter sindicato legalizado, os guardas devem se submeter ao Sindicato dos Funcionários e Servidores Municipais de Campo Grande (Sisem) até conseguir se efetivar como sindicato da categoria.



Nenhum comentário:

Postar um comentário